terça-feira, 17 de agosto de 2010

Fundaçao Buçaco: tacho, embuste ou ambos?

Transcrevo apenas o que encontrei sobre o Buçaco num site nacional de grande participação.

Servirá certamente para muita gente reflectir, gente que está farta de alertar, por esta e outras vias, para os problemas que este cidadão relata. Um cidadão que não é do Luso, logo, não é daqueles que "está sempre contra", como dizem alguns (i)rresponsáveis políticos deste concelho. Um cidadão que, sendo português, resolveu dizer abertamente o que muitos outros, portugueses e estrangeiros, vêm sentindo desde que a Fundação começou a trabalhar.
Não é com o ex-vereador bombeiro, ou com o ex-porteiro do Palace ou com a nora do Cabral que lá vamos.

Fica o texto e o respectivo link:

http://forum.autogas.pt/forum/viewtopic.php?f=20&p=131020

Re: Estão aí as Férias...

Mensagempor SlowDriver em 16/08/2010 - 11:28

ontem decidi pela manhãzinha que havia que fugir da beira-mar. á toa............virei o barco ao Buçaco, ai chegado cobraram-me logo 5 euros para entrar com o carro para a zona do Palace Hotel. :-??
a seguir vejo uma placa "Convento" e decido visitar. pstttt........2 euros por pessoa . Ok! a surpresa é que o que têm para mostrar é um espaço essencialmente com objectos ligados á igreja e arte sacra ( com evidente falta de zelo ) num percurso de 50 mt que se visita em ................7 min =((
saidos do convento............olhava-mos em redor sem saber por que lado começar a visita aquele pedacinho de paraiso. Não existem mapas que informem
as opções de percursos existentes e quiça os spots interessantes. É genero "descubra você mesmo, se quiser"
bem.......la fui subindo um trilho ( com capelinhas ) até um ponto alto de magnificas vistas, sempre absorvendo o prazer de caminhar no meio daquela vegetação luxuriante.
ja de volta a zona do hotel espreitei as redondezas para baixo. e pronto.....ja nem quis ver mais nada. zarpei com a sensação que me tinham extorquido 9 euros a troco de nada. apenas vi bela vegetação que ja la está há 1000 anos e desleixo. muiiiiito desleixo. são inumeros os sinais de que aquela riqueza está para ali ao abandono. com tantos sinais de desleixo/abandono questiono-me para qu me cobram 5 euros para entrar? acho que para pagar chorudos salarios aos administradores da tal "Fundação Mata do Bussaco". Só pode! porque para comprar 20 pregos e pregar os bancos que por lá há escangalhados......não é.
Depois passei ali pela terra do Voltinhas ( e do Oliveira Salazar ), limpisssima, e continuei até ao Caramulo. Fui revisitar o Museu local.
7 euros por pessoa. bem empregues. 7 euros para ver coisas lindissimas, valiosissimas ( arte e carros antigos ) e evidentemente bem zeladas, num espaço que tem custos tremendos com controle de temperatura e humidade. Facilmente se demora 3 horas a visitar aquilo.
Buçaco...................never again!
Avatar do utilizador
SlowDriver
Utilizador Junior

Mensagens: 63
Registado: 17/03/2010 - 21:46
Distrito onde reside.: Aveiro
Viatura a GPL?: Sim
Marca do Veículo: Opel
Modelo: Vectra B 1.6
Ano: 1998

Re: Estão aí as Férias...

Mensagempor Botabaixo em 16/08/2010 - 14:23

SlowDriver Escreveu:ontem decidi pela manhãzinha que havia que fugir da beira-mar. á toa............virei o barco ao Buçaco, ai chegado cobraram-me logo 5 euros para entrar com o carro para a zona do Palace Hotel. :-??
a seguir vejo uma placa "Convento" e decido visitar. pstttt........2 euros por pessoa . Ok! a surpresa é que o que têm para mostrar é um espaço essencialmente com objectos ligados á igreja e arte sacra ( com evidente falta de zelo ) num percurso de 50 mt que se visita em ................7 min =((
saidos do convento............olhava-mos em redor sem saber por que lado começar a visita aquele pedacinho de paraiso. Não existem mapas que informem
as opções de percursos existentes e quiça os spots interessantes. É genero "descubra você mesmo, se quiser"


... também caí na mesma asneira há dois anos atrás... #-o

5 comentários:

D'artagnan disse...

Independentemente das questões financeiras e de conservação, há questões bem mais complicadas a resolver... mas não me parece que numa altura em que se tem como objectivo trazer o máximo de visitantes ao Buçaco, se deva dar eco deste tipo de coisas... senão vejamos:

se esse senhor gastou apenas esse tempo para ir à descoberta do Bussaco (ainda por cima sem mapa) o que andou ele a fazer???... a correr ou a fazer jogging???... e quando chegou ao caramulo já ia cansado?... será...?

há várias faces para a mesma moeda, neste caso parece-me que serão as duas más...

D.Sebastião disse...

Aí é que está o cerne da questão: O Buçaco não necessita de mais visitantes. O que necessita é que aqueles que lá vão sejam (bem)orientados e tenham alguém que os receba e lhes indique o que podem ver. É isso que as pessoas querem. O cometário deste cidadão apenas reflecte o que a esmagadora maioria dos visitantes quer no Buçaco. Não sei se percebeste: ele só gastou aquele tempo porque não conhece o Buçaco, não tinha lá ninguém que o orientasse minimamente e não estava disposto a embrenhar-se no emaranhado de caminhos que é o Buçaco sem conhecer. Nem deve saber que há umas Portas de Coimbra a 5 minutos do Palace, ou um vale dos fetos ou um Santo Antão. Mas quem é que, vindo de fora, que pague 5 euros para entrar numa mata que não conhece e nada tem para se orientar, não deseja receber o mínimo de informação?
As faces da moeda realmente são duas e podem ser más, mas pertencem as duas a esta Fundação que show-off e propagandismo sabe bem como se faz (abraços à mata, visitas guiadas para ver estrelas etc...) mas de trabalho concreto daquilo que a MATA necessita, NADA!

Ana Sampaio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Sampaio disse...

Antes de se promover uma zona turistica, devem ser criadas condições para os visitantes, ou então vai acontecer como aconteceu lá para cima (penso que em Viana do Castelo, já não tenho a certeza do lugar). Onde há alguns anos, foi feita uma grande promoção a nível internacional, gastaram "rios" de dinheiro, mas esqueceram-se do que era realmente importante, ou seja, não apostaram na criação de condições para albergar os turistas. Conclusão, no primeiro ano tiveram uma enchente de turistas, tantos todos os hoteis e pensões ficaram esgotados, e muitos tiveram que procurar alojamento noutras cidades. No ano seguinte os hoteis estavam às moscas, porque o "boca-à-boca" é muito poderoso....
Ora, se a Fundação continuar a cobrar 5 euros aos visitantes (que querem entrar de carro, claro) e mais 2 euros/pax, para ver o Convento (quando já pagaram para entrar na Mata) e nem sequer um mapa da mata lhes oferece, vai acontecer o mesmo que aconteceu em Viana.

D'artagnan disse...

D. Sebastião

Confesso-te que, ao final de um ano, estava à espera de um pouco mais, mas de facto desconheço a realidade financeira/orçamental da mata.

Não me parece que sejam um "bando de malfeitores"... muito pelo contrário, parecem-me gente que de facto gosta da mata e que nutre por ela o mesmo tipo de carinho que qualquer um de nós e que se esforça por fazer o melhor que pode e sabe...

... no entanto e de facto, ao final de um ano... estava à espera de mais.