quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Uma questão de trânsito

Toda a gente sabe que, as modificações operadas no trânsito do Luso há 3 ou 4 anos, não conseguiram solucionar o problema que se queria resolver: estacionamento!

As recentes obras da Avenida, vieram ainda complicar mais este problema, mas pelo menos serviram para terminar com os "carapaus de corrida" que teimavam em fazer da Avenida pista de automobilismo e acabar com a confusão de sentidos de trânsito que, a orientação da praça de taxis causava aos passantes ocasionais.

Mas há mais, não sei se já repararam, mas quando se vem da Venda Nova e se chega ao cruzamento com o Grande Hotel, o estacionamento muda de repente e sem razão aparente, da direita para a esquerda, criando em situações ocasionais dificuldades à passagem de carros pesados.

A par com isso, há utentes da farmácia Ruivo (por falara em farmácia era engraçado substituir as duas placas que estão na Junta por uma só... mas enfim) que estacionam de qualquer modo e feitio, nomeadamente sobre a linha amarela de proibição de estacionamento, impedindo assim que quem vem da rua que dá acesso à Pensão Lusa consiga fazer com segurança e "à primeira" a manobra para virar à esquerda e circular em direcção ao centro do Luso.

Talvez, por isso mesmo, não fosse pior, colocar o estacionamento sempre à esquerda e a colocação de lombas de redução de velocidade antes do Centro de Saúde e antes do cruzamento do "Alto da Aliança".

Não me parece que seja uma solução perfeita, uma vez que os utilizadores do centro de saúde, igreja e farmácia, teriam de atravessar a rua para se dirigirem ao seu destino, mas pelo menos arrumava-se um pouco a "casa".

Por outro lado, na principal via de saída do Luso, continua o CAOS e ninguém se preocupa muito com o assunto:

- Os passeios dificilmente permitem a passagem de uma cadeira de rodas ou um carrinho de bebé.

- Toda a gente estaciona a seu belo prazer, originando nomeadamente, que algum carros pesados e autocarros sejam obrigados a "manobras estranhas" para conseguirem passar... algumas vezes levando atrás de si os letreiros comerciais que por lá há.

Igualmente por tratar, estão os acessos pedonais ao Bussaco (aquele local lá em cima que toda a gente enche a boca de orgulho), nomeadamente o acesso ao portão dos Passarinhos que é uma das portas de acesso mais importantes a partir do Luso.

- Não sei se já repararam mas a Rua Ernesto Navarro, aquela que vai desde o "Alto da Maia" até ao referido portão, não tem passeios e muito menos acessos dignos para peões, numa terra que se pretende de vocação turística. Existem curvas completamente "cegas" e, tendo em linha de conta as "raspadelas" nalguns muros, gente que danifica os carros ao circular aí: de quem é a responsabilidade se acontecer algum atropelamento ou acidente grave?

Bom, é apenas a minha opinião e arrisca-se a ter muitos defeitos como todas as opiniões. Mas talvez fosse importante pegar de novo no dossier "trânsito" e procurar soluções coerentes (em que todos os lusenses se possam rever) para minorar os problemas que toda a gente concorda que existem.

Touché...

5 comentários:

BURRIQUEIRO disse...

UM POST OPERACIONAL. EXISTEM VÁRIOS ITENS A DISCUTIR.
1- DE CERTO MODO CONCORDO COM A NOVA ORIENTAÇAO DO TRANSITO NO CENTRO DO LUSO, MAS O PORQUE DE NAO TENTAREM ( AS ENTIDADES OFICIAIS)ADQUIRIR A ANTIGA TURILUSO E A LONGO PRAZO A PAGAREM. APOS A REMODELAÇAO, COLOCAVAM O EDIFICIO COMO ESTACIONAMENTO, COM 3 ANDADRES OU MAIS. RESOLVIA DE CERTO MUITO ESTACIONAMENTO NO CENTRO E RUAS ADJACENTES DO LUSO. COLOCAVAM UMA TAXA, POR EXEMPLO, DE 2€, E PARA OS LUSENSES COM UM DEVIDO CARTAO DE LUSENSE, SERIA GRATUITO.
2- EM RELAÇAO AO ESTACIONAMENTO JUNTO AO BAILUNDO E A FARMACIA RUIVO, ACHO QUE DEVERIA SER TOTALMENTE PROIBIDO, APESAR DE TER DE EXISTIR 2 LUGARES PARA A FARMACIA.
POIS JA NAO É A 1º VEZ QUE VEJO O TRANSITO PARADO E ATÉ UMA VEZ OS BOMBEIROS NAO CONSEGUIAM PASSAR QUANDO IAM EM MARCHA DE URGENCIA.
E JA AGORA AO FUNDO DA RUA DA PENSAO LUSA A COLOCAÇAO DOS CARROS A ATRAVESAR DO LADO DIREITO, A DIFICULTAR A MANOBRA.
3- EM RELAÇAO A SINALIZAÇAO DENTRO DO LUSO ESTA UMA CONFUSAO. CADA UMA DE CADA NACIONALIDADE.
E AINDA EXISTEM PLACAS QUE AINDA NAO FORAM COLOCADAS.
COMO POR EXEMPLO, AO FUNDO DA INATEL. QUEM VEM DO CENTRO DO LUSO, NAO TEM QUALQUER INDICAÇAO QUE NAO PODE CORTAR A DIREITA A X METROS, POR EXEMPLO. LOGO EXISTEM CARROS A SUBIR A INATEL, SEM OLHAR PARA O SINAL DE PROIBIÇAO GASTO QUE LÁ ESTÁ.
4- NA SAIDA PRINCIPAL DO LUSO, AI O CAOS E MESMO ENORME. MAU ESTACIONAMENTO, EXCESSO DE VELOCIDADE, PASSADEIRAS A SEGUIR A CURVAS. NAO SOU CONTRA AS LOMBAS DE ESSAS FOREM COLOCADAS EM SITIOS ESTRATEGICOS E NAO AO BELO PAZER.
SE TEMOS SÓ UM SENTIDO EM CERTAS ZONAS,O PORQUE DE NAO ALARGAR OS PASSEIOS?
5- EM RELAÇAO AO BUSSACO, CONCORDO EM TENTAR ARRANJAR OS ACESSOS PEDONAIS A MATA. E NAO ESQUECER A ESCADARIA DO CINEMA.
ACHO QUE JA É ALTURA DE ESTE BOLG AJUDAR O LUSO E NAO LEVAREM ISTO COMO ATAQUES PESSOAIS OU POLITICOS. DE CERTO, QUE TODOS QUEREM UM LUSO MELHOR.
AH!!... JA ME ESQUECIA.
QUEM SAI DO CENTRO DE SAUDE OU ATE MESMO DO PARQUE DE TERRA BATIDA, QUE SE ENCONTRA EM FRENTE, PODE OU NAO SEGUIR VIRADO A VENDA NOVA?

Ana Sampaio disse...

Concordo plenamente com este post, mas independentemente das regras de trânsito e das placas/sinais, enquanto as pessoas não souberem o que é o civismo (na prática, poruqe teoricamente, toda a gente sabe o que é), o problema não será resolvido.
Em relação ao comentário do Burriqueiro, informo-o que a antiga Turiluso, foi recentemente adquirida, por um jovem da nossa terra.

BURRIQUEIRO disse...

BOA, UMA BOA NOTICIA. E O QUE PENSA FAZER ALI? MAIS CONSTRUÇAO? POSSO SABER QUEM É?

Ana Sampaio disse...

Quem comprou a Turiluso, foi o Carlos Fernando. Não sei o que é que ele pretende fazer dali.

eh touro !!! disse...

""COMPROU AQUILO PARA FAZER UM PARQUE ...CHEIO LAGOS E LINDOS RELVADOS PARA IREM PASSEAR OS BOBÓS....""