quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

A entrevista do Engº António Jorge Franco no Jornal da Mealhada sobre a Fundação Mata do Bussaco

"Acho lamentável que isto aconteça!”, afirmou, deixando o apelo: “As pessoas que procurem obter os esclarecimentos de forma directa, e sem esconder a cara!”. “Felizmente, a maior parte das pessoas que terão recebido esses e-mails pediram-nos esclarecimentos directamente e pudemos informá-las da verdade”, disse ainda. " in Jornal Mealhada

Bom, eu até ia começar por outro lado, sobre a questão das "fontes fidedignas" do Nuno Castela Canilho, mas aí ia ter de discutir o conceito de "fidedigno" e é algo que não ia trazer nada de novo a esta discução.... adiante.... algumas vezes parece que se prepara um "canto de cisne" nos orgãos de comunicação local...

Relativamente às pessoas que escondem a cara, se calhar é melhor é começarem a questionar-se porque é que a escondem... será por excesso de tolerância democrática do PS no Concelho da Mealhada? Será que na Madeira acontece o mesmo?... mas que raio de Democracia a nossa em que se pretende usar como argumento a identificação das pessoas nas queixas e se obriga ao voto secreto.... quando dá jeito é de uma maneira... quando não dá é da outra.... enfim... VOLTA SALAZAR QUE ELES ESTÃO QUASE A PERDOAR-TE...!

Por outro lado, como todos nós sabemos, o SEPNA da GNR apenas age quando quem acusa se identifica, sendo possível a identificação da proveniência da chamada, etc. - é falso o argumento sobre as denuncias anónimas!... dá jeito... só isso!

O facto é que a Mata Nacional do Bussaco está, pior, mais triste, mais despida e mais destruída depois da entrada da Fundação Mata do Bussaco em cena e NENHUM DOS PROBLEMAS QUE TINHA ANTERIORMENTE ESTÃO SOLUCIONADOS OU EM VIAS DISSO!

E a parte da gestão florestal (da qual confesso que não percebo mesmo nada) é apenas a ponta do IceBerg.

O Engº António Jorge Franco, do qual tenho orgulho em ser amigo pessoal e com o qual já passei algumas horas a falar sobre estes assuntos OLHOS-NOS-OLHOS, perece estar a deixar-se ultrapassar pelos factos, denotando algum "cansaço" ou até "falta de vocação" para a liderança da Fundação. Talvez fosse altura de remodelar a equipa, remodelar o paradigma, remodelar o plano ou, até mesmo, remodelar-se a sí próprio, se entender que esse é o seu caminho, mas nunca utilizar o argumento da forma da chegada da queixa aos órgãos oficiais. Não lhe invejo a responsabilidade de estar a levar "toda a pancada" tentando manter incólumes as estruturas que representa, nomeadamente a Câmara Municipal na pessoa dos seus dirigentes (vereadores do PSD incluídos) e é claro, do PS da Mealhada que, numa jogada brilhante tem duas "facções" com uma sempre pronta a avançar, caso o Prof. Carlos Cabral e a Dra Filomena Pinheiro caiam por terra.

Nestas alturas era importante conhecer a opinião do PS do Luso e da Presidência da Junta de Freguesia do Luso, já que os lusenses não vivem noutro planeta e, ao contrario dos senhores que vivem noutras terras, são os primeiros a sofrer com as possiveis asneiras nas Mata.

E a procissão, ainda agora vai no adro da igreja....... e sem precisar de fontes fidedignas para que as verdades se digam, para que os perigos existam e para que o BUSSACO ESTEJA TRISTE!

Eu também estou triste!

3 comentários:

Miguel disse...

Caro D`Artagnan,
Os Vereadores do PSD estão atentos ao assunto e irão querer discuti-lo nos locais certos, nomeadamente, na próxima reunião de Câmara.
Estamos a juntar todos os elementos de forma a que possamos apresentar questões fundamentadas e pertinentes.

Um abraço
Miguel Ferreira

D'artagnan disse...

Note-se que, a fundação Mata do Bussaco, que pediu que as pessoas fossem ter directamente com eles para os pedidos de esclarecimento, acusando os que abusam do anónimato para os atacar, acabou com a possibilidade de as pessoas "postarem" ou "comentarem" no seu "profile" de facebook, apesar de todos estarem perfeitamente identificadas. Mas afinal em que é que ficamos?... é conforme a maré?

D'artagnan disse...

Obrigado Miguel. Ficamos à espera de bons resultados, já que pior parece ser dificíl.